CASAMENTO busca
         
Noivas & Cia
Login

Google
 
Revista Noivas & Cia

Para ajudar nossos queridos leitores, que muitas vezes nos escrevem pedindo conselhos e ajuda, hoje vamos falar sobre a Celebração do Sacramento do Matrimônio e sua validade perante a Igreja, portanto, perante a Deus.

Para que um casamento seja realmente Sacramento, é necessário o consentimento livre e manifesto publicamente entre um homem e uma mulher, diante da Testemunha Qualificada, o Sacerdote, onde ambos dizem que estão livres, que se amam e que querem permanecer na unidade e na indissolubilidade, com a continuidade da vida através dos filhos, por toda a vida.

O que faz o casamento não é a entrada solene, as músicas bonitas, as flores, as fotos, a filmagem. Tudo isso complementa uma solenidade onde uma nova família começa a existir.

O que faz o casamento, como Sacramento, é o momento em que o Sacerdote, ou outra Testemunha Qualificada (O Diácono ou um Leigo devidamente credenciado pelo Bispo), solicita aos noivos que se manifestem publicamente sobre a decisão que estão tomando diante das testemunhas.

É feita a pergunta se existe liberdade e espontaneidade para assumir aquele compromisso. E os nubentes, os noivos, dizem sim. Se um dos dois diz não, tudo termina por aí. Se não houve verdadeira liberdade, este casamento não existirá nunca, mesmo que vivam juntos sempre. Houve um casamento forçado, por temor aos pais, por obediência, por uma promessa desesperada ou por uma gravidez indesejada naquele momento e que forçou os dois a casar.

Se ambos dizem sim, o Sacerdote faz mais uma pergunta: - O amor que existe entre vocês, deve continuar por toda a vida. Vocês assim o querem?

- Novamente os noivos se manifestam publicamente e dizem que querem aquele amor por toda a vida. Se um dos dois diz que o querem enquanto durar, também aquele casamento pára naquele momento. Não fazemos experiências com pessoas. O amor é por toda a vida ou nunca existiu. Não pode ser por atração física, por forte paixão, por grave carência. Deve ser por amor e para sempre.

Por fim, o Sacerdote pergunta se os dois estão dispostos a receber com amor os filhos que o Senhor quer lhes confiar. Ambos, também publicamente, se manifestam e dizem sim. Se um dos dois diz não ou diz que não sabe, o casamento pára naquele momento. É parte substancial do matrimônio a continuidade da vida. E Deus confia aos dois esta missão. Sobre o quando ter os filhos, aí depende de um bom planejamento familiar, não de controle de natalidade. Os dois, plenamente conscientes, planejam quando querem ter os filhos, para que eles sejam esperados, recebidos e amados de uma forma toda especial.

Aí a importância das testemunhas. Erroneamente muitos chamam de padrinhos de casamento. Padrinhos são somente aqueles que nos acompanharam no Batismo e na Crisma. No casamento eles são testemunhas, pois assistiram, viram e ouviram os compromissos assumidos. Para a validade, basta apenas duas testemunhas. Nossos noivos podem escolher uma quantidade conforme o momento e o que cabe no Presbitério, ao lado do altar. Convém convidar casais, ou testemunhas, que são felizes, que vivem bem, que são católicos atuantes, que são amigos do novo casal. E é bom que se saiba que o serviço das testemunhas termina quando a cerimônia é finalizada. Não há mais compromisso algum. Não é como no Batismo e Crisma onde há um compromisso de fidelidade e acompanhamento.

É claro que as testemunhas do casamento, os chamados padrinhos, naturalmente acompanham o jovem casal, são amigos e muitos são escolhidos para padrinhos dos filhos. São laços que surgem na amizade e na fé.

Concluindo e resumindo: "O Matrimônio de católicos para ser válido requer três elementos: o consentimento livre dos noivos; a sua capacidade natural e legal, isto é, não ser impedido; o ato formal - a forma canônica (as perguntas e respostas que acontecem) para a validade jurídica diante da Igreja. A celebração litúrgica do Matrimônio deve ser observada e solenizada - não exagerada - para realçar o Sacramento.

Noivos amigos! Não brinquem com uma realidade tão séria. É diante de Deus, que nos ama tanto, que as pessoas assumem este compromisso tão sério e tão bonito. Como é bonito ver o amor de Deus continuado de uma forma visível através do amor dos casais que se amam! Sejam felizes!

Com o carinho e a bênção do Pe. Caetano.

Índice de matérias

Orientações da Igreja

Indicador de empresas Encontre as melhores empresas relacionadas a casamento, festas e 15 anos separadas por ramo de atividade:
Foto e filmagem
Foto e filmagem

Adereços e lembrancinhas
Lembrancinhas para festa
Adereços para festas

Transporte
Transporte para eventos
Valet Park

Música e som
Som e iluminação
Músicas para casamento

Assessoria e celebrações
Assessoria para festas
Celebrações especiais
Convites
Convites de casamento
RSVP
Caligrafia

Decoração
Decoração de festas

Material para festas
Aluguel de material para festas

Jóias
Alianças

Alimentação e bebidas
Buffets
Bolos
Doces e salgados
Bartender
Bebidas
 
Vestidos, trajes e acessórios
Aluguel de roupas
Alta costura
Vestido de noiva
Roupas para festas
Lingerie
Tiaras
Beca

Artigos para o lar
Consórcio de eletrodoméstico
Consórcio de imóveis
Decoração de interiores
Enxoval
Móveis planejados

Feiras e portais
Feiras de Noivas
Portal de casamento
Beleza e cuidados pessoais
Dia da noiva
Beleza e estética

Locais para festas
Sítios para festa
Espaço para eventos

Lista de presentes
Lista de presentes

Viagem e turismo
Lua de mel
Malas de viagem
Noite de núpcias

15 anos
15 anos

 
Vitrine da Noiva