CASAMENTO busca
         
Noivas & Cia
Login

Google
 
Revista Noivas & Cia

Mas, a Igreja também não é insensível a situações insuportáveis dentro de um lar. Há casos em que a separação de um casal pode ser necessária. Nos seus livros de Moral, de Direito Canônico e nos seus pronunciamentos, a Igreja deixa bem claro que o matrimônio deve ser fundamentado no respeito do homem pela mulher e da mulher pelo homem, e de ambos pelos seus filhos.

Quando acontece um grave desequilíbrio em que a mulher deixa os filhos em abandono total ou o homem deixa a mulher e os filhos em situação humilhante ou quando um deles é agressivo, a ponto de pôr em risco a vida do outro ou dos filhos, ou quando, por desequilíbrio, um atenta contra a vida do outro; quando os filhos correm grave risco moral, então o parceiro inocente desse matrimônio tem o direito de pedir separação de teto ou a separação matrimonial.

A Igreja não considera isso um divórcio. Ela admite que a separação, às vezes, é necessária. A vida é um bem maior e a honra e a dignidade dos filhos e do casal um bem precioso. Maior do que o bem da vida é o bem da honra. Então, em alguns casos a Igreja permite e até aconselha que o casal se separe. Mas não incentiva novo casamento. Este é um dos pontos de sofrimento da pessoa que foi vítima, porque, querendo construir sua vida com outra pessoa, esta sim, amorosa, compreensiva, ouve das autoridades da Igreja que não pode desfazer este vínculo.

O assunto é delicado e de tal maneira sério que a Igreja tem seus Tribunais e Sacerdotes qualificados em todas as Dioceses para orientar e julgar cada caso. Em alguns, verifica-se que a tendência ao erro já existia, e, portanto, houve engano de pessoa. Há casos, depois de um sério julgamento, em que pode haver a constituição de uma nova união, porque a primeira não era um Sacramento.

Esses assuntos têm que ser examinados por peritos e pessoas que entendem de comportamento humano e de leis. Vale a pena consultar.

Existe muita gente sofrendo por este mundo de Deus por estar vivendo uma segunda união. Vivem felizes afetivamente e humanamente falando, mas sentem-se excluídos da Igreja. A Igreja não exclui ninguém. Ela tem suas leis, sempre fundamentadas nas Sagradas Escrituras.

Se este é o caso de muita gente, busquem o Padre da Paróquia. Ele saberá dar orientações sobre como proceder e a quem procurar para um encaminhamento seguro e sério, quando há verdadeiros motivos.

Nossos Tribunais Eclesiásticos trabalham com amor, buscando dar respostas, na Caridade, a estas situações de sofrimento. A Igreja é Mãe, não esqueçam disso.

Com o carinho e a bênção do Pe. Caetano Rizzi.

Índice de matérias

Quando o casamento não deu certo...

Indicador de empresas Encontre as melhores empresas relacionadas a casamento, festas e 15 anos separadas por ramo de atividade:
Foto e filmagem
Foto e filmagem

Adereços e lembrancinhas
Lembrancinhas para festa
Adereços para festas

Transporte
Transporte para eventos
Valet Park

Música e som
Som e iluminação
Músicas para casamento

Assessoria e celebrações
Assessoria para festas
Celebrações especiais
Convites
Convites de casamento
RSVP
Caligrafia

Decoração
Decoração de festas

Material para festas
Aluguel de material para festas

Jóias
Alianças

Alimentação e bebidas
Buffets
Bolos
Doces e salgados
Bartender
Bebidas
 
Vestidos, trajes e acessórios
Aluguel de roupas
Alta costura
Vestido de noiva
Roupas para festas
Lingerie
Tiaras
Beca

Artigos para o lar
Consórcio de eletrodoméstico
Consórcio de imóveis
Decoração de interiores
Enxoval
Móveis planejados

Feiras e portais
Feiras de Noivas
Portal de casamento
Beleza e cuidados pessoais
Dia da noiva
Beleza e estética

Locais para festas
Sítios para festa
Espaço para eventos

Lista de presentes
Lista de presentes

Viagem e turismo
Lua de mel
Malas de viagem
Noite de núpcias

15 anos
15 anos

 
Vitrine da Noiva